Pular para o conteúdo principal

Uma Teoria Sobre a Natureza Feminina

Que existem muitas coisas no universo material e humano que a nossa vã e superficial filosofia se quer pode supor, disso nos sabemos.
O que não sabemos é que entre elas figura uma identidade terrena, que maravilhosamente se confunde com a própria natureza do planeta.

De força tal, como as tormentas do mar e as tempestades do deserto...
Que arrebata com o seu furor, e acalenta com a sutileza amável.
Que incansavelmente além dos tempos, fortaleceu nossa espécie...
Que chorando muitas vezes pela vida em teu seio, implorou...
Lamentou e sofreu...
Que durante as eras, consumida pelo ódio de seu senhor...
Na espada masculina pereceu...
Na fogueira de uma falsa verdade foi queimada...
Ao poder subjugada...
E o tempo não tirou seu brilho...
Não corroeu teu valor...
Não cessou o teu papel...
E nem, diminuiu tua presença...
Por que no tempo, sois uma viajante mulher.
No futuro, a própria raça humana...
Mulher, jovem, guerreira e frágil...
Protetora humana da energia que cria...
E recria em um ciclo de amor sem fim.
E de mil formas faz história, conta história e na história se coloca.
Com seus dons, sua arte, sua beleza... de amor e pele...
Deusas, santas e esposas...
Meninas, mães ou meretrizes...
De um eterno legado
De um infinito poder

Porque, se com a nossa inútil alegoria do eu, mecanicista e racional,
Não pudermos entender essa natureza...
Amar essa existência...
E proteger essa mulher...
Não seremos dignos da humanidade que por ela nos é conferida.
Dignos de sua sabedoria milenar...
De sua proteção incondicional.
De sua companhia sem par
E à cima de tudo e de qualquer coisa....
De seu amor. De mulher.

Parabéns a todas as mulheres, essência de nossa casa terrena, tornam possível a permanência do amor entre os homens.

Comentários

  1. Muito bom saber que voce pensa assim em relaçao as mulheres.
    Parabens!!!!
    Sempre fui e serei sua fã eternamente!!
    Sinto muitooooooo orgulho de ser sua sobrinha.
    Mil beijossssss

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Vamos compartilhar nossas possibilidades.
Distribuir nossas idéias.
Agir e interagir no espaço comun dos blogeiros de qualquer tipo.

Postagens mais visitadas deste blog

POLÍTICA CLÁSSICA E AS IDEIAS DE MAQUIAVEL.

A tradicional concepção de política  proposta por Aristóteles, prevê uma visão oriunda da natureza humana  e que através de um continuo aprimoramento leva o indivíduo a  desenvolver um comportamento virtuoso por meio de escolhas que  possibilitem  a realização do bem comum e individual no contexto social grego. Há uma estreita relação entre o comportamento ético e o comportamento político, que inevitavelmente está ligado à moral, pois o ato de perseguir este bem moral, este bem comum, o bem da polis leva o indivíduo  a exercer e deliberar sobre os assuntos da polis. E isso reflete uma igualdade entre aos cidadãos, que a partir da unidade constroem a diversidade, princípio fundamental da vida e da política grega segundo Aristóteles. Nesta perspectiva, contrariando o pressuposto lógico da anterioridade do indivíduo, a polis é anterior a este, e este sem a polis não poderia existir. É a cidade que sustenta conceitualmente o individuo e é por meio dela que o individuo realiza e potencializ…

Esoterismo é uma religião?

Bem, foi esta pergunta que uma grande amiga me fez outro dia, quando por ocasião de uma situação inusitada, ouvíamos na CBN uma entrevista com Teólogo e Professor de filosofia da UFRJ, Leonardo Boff. O repórter da CBN havia lhe perguntando a respeito da reação tardia da igreja católica sobre a onda de casos de pedofilia envolvendo padres católicos.

Durante o papo e falando sobre a problemática da sexualidade humana, na igreja e na família como um todo, acabei pegando um gancho nas belíssimas respostas dada por este grande mestre Leonardo, e lhe apresentei minha posição pessoal sobre o que significa Integração Holística, busca ao transcendente, equilíbrio humano, dualidade e outros tantos conceitos que fazem parte do dicionário de quem, sem dar nome ao bois tem uma busca pessoal baseada na verdadeira acepção da palavra religiosidade.

No vai-e-vem do papo ontológico que travamos, referi-me ao conceito de esoterismo como um caminho de integração e conexão (No sentido de Religare e não de…

O Discurso do Método Terceira parte

O estudo da obra de Descartes, mais precisamente entre a 3ª e 4ª parte do Discurso do Método, conforme proposto pelo professor, iniciou-se com a revisão dos conceitos elaborados pelo autor que culminaram com a sua mais famosa máxima: Penso, Logo Existo. A partir desta perspectiva o mesmo constrói sua linha de raciocínio em busca de uma contínua desconstrução de todo e qualquer obstáculo ao princípio de verdade. O que o autor define como Dúvida Metódica. Começa por meio da implantação de um filtro, onde através de análises profundas e metódicas, estabelece um critério básico como ferramenta de aprimoramento de suas idéias. Esse filtro se refere, portanto à definição da verdade e da falsidade nas coisas. Aquilo que possuir a verdade em sua totalidade, passa no filtro do que pode ser dito como verdade e de outra forma, aquilo, que possuir ou conter mesmo que pequenos traços de falsidade deve ser descartado do contexto das verdades dotadas de clareza e exatidão em sua essência.

Em busca …